Integração marca o Rock Pela Vida de Curitiba

Integração marca o Rock Pela Vida de Curitiba

Bandas da casa e dos núcleos de São Paulo e Brasília integraram line-up

Mônica Eva/Rock Pela Vida

Até mesmo o frio curitibano deu trégua para curtir o rock pela vida.

O projeto que reúne em seus eventos os pilares de sua fundação, oração, caridade e música, reuniu leigos, roqueiros e grupos jovem no Portão Cultural.

O evento organizado pelo núcleo do Paraná trouxeram à tona a incrível união entre as bandas do projeto que eram visíveis à todo o público tanto nos bastidores quanto no palco, que você pode conferir no aftermovie logo ao final da página.


O Evento teve início com a pregação da palavra, conduzida por Matheus Camargo (talvez você se recorde dele na banda Midrash), que prendeu boa atenção principalmente da juventude presente. Como mais novo membro do projeto, o músico também fez um pocket show acústico com belíssimas canções e claro, uma voz de grande nível!

Matheus Camargo/Rock Pela Vida

E nos comandos da apresentadora Mônica Eva, as distorções soaram com o metal raiz de Theo Mota! A segunda a presentação da noite tem uma história de vida, oração e grandes lutas. Alternando pregações e música, o estilo do ministério que leva o nome do cantor paulista chama a atenção: Cabelos longos, presença de palco e grandes riffs rechearam as paredes do teatro e os olhares dos espectadores.
E claro, a grande surpresa no baixar das luzes estava justamente no pedestal, a criatividade reina!

Theo Mota/Rock Pela Vida

Acelerando as batidas, oriundos de Caçapava, a banda Pátria Celeste veio levantar a galera. O hardcore inspirado não deixa alternativas a não ser se deixar envolver pelo ritmo frenético do som!
Hey ho let’s go Pátria Celeste!

A banda ainda trouxe grande surpresa ao fazer uma versão hardcore de Chance, belíssima canção da banda Rosa de Saron.

Pátria Celeste/ Rock Pela Vida

A terceira banda da noite viajou alguns quilômetros a mais… os brasilienses da banda Voz Eterna apresentam um rock moderno, com mistura de peso e detalhes eletrônicos que mesclam breakdowns e reflexões de esperança, tema-chefe do trabalho lançado em 2018.

Voz Eterna/Rock Pela Vida

Em clima de despedida, a prata da casa Ash Fall sobe ao palco pela última vez no Rock Pela Vida Curitiba.
“não é o fim, é um até breve”

Com um repertório cheio de emoções a banda subiu ao palco com muitas surpresas e participações: Fábio Augusto da banda Voz Eterna cantou Can you feel my heart clássico da banda Bring me the Horizon; Fernando Castro cantou versão de Olhando de Frente, da banda Rosa de Saron e Matheus Camargo entoou junto à banda a canção Por um caminho de amor da banda também paranaense AUB.
Outra surpresa da noite foi o testemunho de Jean Tavares, front da banda que aproveitou o clima para contar um pouco da história que o trouxe à Ash fall, em seguida, o grupo adentrou a canção Alento, do EP de mesmo nome que alcançou 100 mil downloads nas plataformas digitais.

Ash Fall / Rock Pela Vida

E para fechar com chave de ouro, todo teatro se reúne frente ao palco, em torno Daquele para quem são todas as coisas.

Com todo Rock Pela Vida cantando junto, encerrava-se mais uma edição do evento, cumprindo os pilares necessários e tendo a certeza de que muitos outros ainda virão.
Confira agora um resumo do que foi o evento